Menu
Atualizado em 18/02/2018 às 13h00

UFTM tem previsão orçamentária de R$ 353 milhões para 2018 

Mais de 81% dos recursos deve ser investido em pagamento de servidores e cerca de 7% em investimentos, segundo oficial. A unidade principal da UFTM é o Centro Educacional, onde concentra a maior parte dos estudantes Edmundo Gomide/UFTM O orçamento da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) para o exercício de 2018 prevê recursos de cerca de mais de R$ 353 milhões, que será dividido entre custos de pessoal e encargos sociais, outras despesas correntes e investimentos. O Hospital de Clínicas da UFTM (HC-UFTM) ainda não tem os números do orçamento fechados para este ano. Na UFTM, conforme dados do Departamento de Orçamento e Finanças (DOF), a maior parte dos recursos – mais de 81% do orçamento total, ou seja, R$ 286.746.851 – será destinada para pagamento da folha dos servidores, como salários e encargos sociais, inclusive benefícios. Para outras despesas correntes da instituição de ensino serão destinados quase 12% do orçamento (R$ 41.915.236). A parte de investimentos corresponde a quase 7% do orçamento total previsto (R$ 24.343.257). Já segundo a Pró-Reitoria de Administração (Proad), em 2017, a UFTM gastou mais de R$ 9 milhões com auxílio financeiro a estudantes (assistência estudantil, bolsas e auxílios financeiros para viagem acadêmica). A previsão de estudantes matriculados para 2018 é de 7.550 alunos, divididos em três níveis de ensino: Graduação: 6.200 Pós-graduação: 980 Cursos técnicos: 370 Sobre o custo de cada aluno para este ano, a Pró-reitoria de Planejamento (Proplan) da universidade não dispõe de dados. "O indicador que a Proplan possui é o de Aluno Equivalente, utilizado para fins de análise dos custos de manutenção das Instituições Federais de Educação Superior (IFES), nas rubricas referentes ao orçamento de custeio e capital (OCC)", informou por e-mail. Unidades e cursos da UFTM De acordo com a Divisão de Processo Seletivo Discente (DPSD- Proens/UFTM), até 2005, antes de se tornar UFTM, a Faculdade de Medicina ofertava três cursos das áreas de saúde. Nos últimos 13 anos, após a transformação em universidade, houve um aumento gradativo na oferta de cursos e vagas. Para este ano, são oferecidas 1.529 vagas para ingresso inicial em 28 cursos de graduação. Há três unidades da UFTM em Uberaba: duas no Bairro Abadia e outra no Parque Tecnológico, na Univerdecidade. Em 2015, foi inaugurado o campus Iturama, onde, atualmente, há duas licenciaturas, sendo Ciências Biológicas e Química, com 100 vagas anuais, e o bacharelado em Agronomia, com 50 vagas anuais. Prédio da antiga FMTM é a segunda unidade da UFTM na zona urbana Edmundo Gomide/UFTM HC-UFTM Sobre o orçamento previsto para 2018, o HC-UFTM informou que os números não estão fechados, pois ainda não há informações consolidadas sobre os recursos para investimento no exercício anual. No Relatório Anual de Gestão Orçamentária e Financeira do HC-UFTM de 2017 consta que, de janeiro a dezembro do ano passado, foram gastos mais de R$ 237 milhões, sendo mais de 64% do valor com pessoal e encargos sociais, mais de 34% com despesas correntes e quase 2% em investimentos. Gastos do HC-UFTM em 2017 Os gastos com pessoal e encargos sociais para o HC-UFTM em 2017 teve o valor total de R$ 152.283.223,16, assim divididos: funcionários ativos (R$ 111.996.001,79), encargos sociais (R$ 20.967.053,02), auxílios (R$ 6.282.701,70), residência médica (R$ 9.977.946,04) e residência multiprofissional (R$ 3.059.520,61). As despesas correntes do HC-UFTM, sem considerar despesas de pessoal, foram de R$ 80.873.346,83. Nesse total estão inseridos medicamentos, materiais, consumo de água, energia elétrica, manutenções econtratação de serviços. As fontes de custeio destas despesas, segundo a assessoria do hospital, foram a contratualização com o Sistema Único de Saúde (SUS), recursos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), convênio Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS/MG (Pro-Hosp), convênio Procedimento de Fortalecimento das Portas de Urgência e Emergência (ProUrge) e emenda parlamentar. Em investimentos em 2017, foram R$ 3.929.496,39. As fontes de custeio foram o Rehuf, o Pro-Hosp e emendas parlamentares. Em 2017, Hospital de Clínicas da UFTM gastou mais de R$ 152 milhões Edmundo Gomide/UFTM
[ Ler matéria completa ]
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS