Menu
Atualizado em 13/03/2018 às 14h00

Conclusão de obra do elevado do Rio Tavares em Florianópolis é adiada novamente

Local da construção ainda precisa passar por mais uma escavação do Iphan e depende ainda de desapropriações.  'Compromisso JA': Impasses adiam conclusão do elevado do Rio Tavares, em Florianópolis A obra do elevado do Rio Tavares, em Florianópolis, deverá ser entregue somente no final deste ano, diferentemente do último prazo dado pela prefeitura, que era de conclusão dos trabalhos até o próximo mês de julho. A construção, iniciada em abril de 2015, deverá custar R$ 16 milhões. A obra está na fase de montagem da ferragem da parte do meio do elevado. Uma das pontas está pronta e a rampa já foi concretada, enquanto a outra ainda não existe. Falta também colocar de pé o último dos 12 pilares. O canteiro central, onde o elevado vai ser erguido, já foi liberado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) em fevereiro, depois de um estudo arqueológico. "A gente tinha três macro estudos de arqueologia no elevado. Dois já foram feitos. Nós temos outro agora no terreno da frente da madeireira. Então vai iniciar os trabalhos ali de novo, tem que ser prospecção arqueológica, todo um trabalho de arqueologia para ser enviada ao Iphan para liberar aquele local”, disse Tiago Schmitt, diretor de Obras da prefeitura. Outro entrave que pode atrasar ainda mais a entrega da obra é o das desapropriações. Dos 33 lotes que estavam no meio do elevado, 22 já foram desapropriados. Alguns imóveis ainda precisam ser demolidos e, dos 11 que faltam, dois estão na Justiça. “Essas duas que faltam são duas propriedades do sentido elevado-sul da Ilha, lado direito, que realmente influem no alargamento da via que a gente vai fazer ali. Faltam também nove desapropriações, mas elas não influem na abertura do tráfego”, disse o secretário. Schimitt admite que o elevado não será entregue até o meio do ano. “Hoje a gente trabalha para entregar neste ano a obra. Claro que o quanto antes entregar, melhor. A gente até conseguiria entregar em julho, mas depende de muitas coisas, depende dessa parte judicial da desapropriação, depende da arqueologia. Então, a gente trabalha hoje com a entrega neste ano”, disse o secretário, complementando que o elevado deve ficar pronto até dezembro. Se a estrutura realmente for entregue no fim deste ano, como prometido, vão ser três anos e meio em obras. Iphan Procurado, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional disse que deve terminar todas as escavações até dezembro deste ano.
[ Ler matéria completa ]
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS