Menu
Atualizado em 11/07/2018 às 20h20

Orçamento para manutenção da freeway não está previsto no valor destinado às estradas do RS

Representantes do Dnit buscam resposta para o impasse junto ao Ministério dos Transportes, que prevê R$ 300 milhões para as rodovias federais gaúchas, valor que não inclui o estimado necessário para a BR-290. BR-290 passou para responsabilidade do Dnit com o fim do contrato, que estima em R$ 40 milhões os custos de manutenção da rodovia Reprodução/RBS TV Representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) buscam resposta junto ao Ministério dos Transportes quanto a um impasse provocado pelo fim do contrato com a Triunfo Concepa, empresa que administrava a BR-290 (freeway). O valor estimado para manutenção da rodovia, de R$ 40 milhões, não está no orçamento deste ano previsto pela pasta para as estradas gaúchas, que é de R$ 300 milhões. Segundo o Dnit, se o valor não for liberado pelo Ministério dos Transportes, pode ser necessário alterar o orçamento das outras rodovias. A freeway deixou de ser responsabilidade da Concepa na semana passada, quando o contrato não foi renovado depois de 21 anos. Enquanto uma nova concessão não é decidida, outra empresa, que ainda não foi escolhida e contratada, fará a manutenção do trecho da estrada. O edital para a licitação já foi lançado. Os mais de 100km da freeway passam por sete municipios gaúchos, que juntos têm mais de 2 milhões de moradores, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Só na Região Metropolitana de Porto Alegre, 110 mil carros circulam por dia na rodovia, segundo a Concepa. Contrato de 21 anos O contrato do governo federal com a Concepa não foi renovado após 21 anos de vigência. Uma nova licitação para a Rodovia de Integração do Sul, que inclui trechos de quatro estradas do Rio Grande do Sul foi lançada. As propostas das empresas interessadas em participar da licitação deverão ser apresentadas no dia 30 de outubro, e o leilão acontece no dia 1º de novembro. O fim do contrato já provocou dificuldades para as prefeituras dos municípios que abrangem a BR-290, que precisaram assumir o atendimento de emergências nas estradas, serviço antes atendido pela Concepa.
[ Ler matéria completa ]
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS