Menu
Atualizado em 12/07/2018 às 15h20

Escola de Resende, RJ, incentiva alunos ao cultivo de horta e mudanças alimentares

Projeto acontece na comunidade do Rio Preto, na zona rural. Escola de Resende, RJ, incentiva alunos ao cultivo de horta e mudanças alimentares Na comunidade do Rio Preto, na zona rural de Resende (RJ), muitas famílias estão acostumadas a se alimentar do que plantam e as crianças também crescem assim. Em casa, todas têm uma horta cultivada pela família. Um hábito que vai também para a escola: as crianças cultivam juntas uma horta onde plantam a própria refeição. "Aqui na escola a gente planta e depois quando vai crescendo, a gente pega, leva para a cozinha, ela faz e a gente come", explicou Thomaz Silva, de 9 anos. "Com a nossa comida também, a gente alimenta. É muita vitamina para a gente, que é legume. Eu adoro. Todo mundo da nossa escola ajuda na horta também", disse Karina Barbosa, de 10 anos. "Quando nasce tomate, alface, couve e muito mais.... aí a gente leva para a cozinha", contou Pedro Henrique Diniz, de 9 anos. Os adultos da escola dão suporte e orientam sobre a plantação. Eles também fazem brincadeiras para ajudar e envolver a comunidade no trabalho dos alunos. "A gente faz uma gincana onde a gente só trabalha com coisas da terra. Então as provas são: maior repolho, maior raiz de mandioca, beterraba, maior lambari. Um galinha viva, eles trazem. O prazer deles é trazer aquela galinha. Maior quantidade de esterco. A gente também pede quilo de comida que a gente doa, quando acaba a gincana a gente doa para as famílias carentes daqui do local e o esterco é para ajudar na horta", explicou a diretora da escola, Joana Cláudia Carvalho. "A maior paixão daqui da escola é a horta. Ensina a capinar. Quando eu não sei fazer alguma coisa, eles vão lá e me ajudam. Tudo que elas veem que eu não sei, elas me ensinam", contou Harley Ferreira, de 12 anos. "A gente planta mais ali é couve, cebolinha, couve flor, rúcula, alface, e agrião", disse Dalva Martins, auxiliar de serviços gerais. "A criança pegar gosto. Meu objetivo é esse: desenvolver na criança isso, gosto de trabalhar com a terra, de mexer na terra, de plantar, de colher. A gente faz sementeira também, além de comprar algumas mudas prontas. Mas faz sementeira para a criança ver desde o comecinho", explicou Tânia Barreto, professora de educação ambiental. Na escola, todo mundo é envolvido, preocupado em aprender a cultivar uma vida mais saudável. "Eu ajudo o meu pai na plantação, a colher, várias coisas", disse uma aluna. "Que eles possam levar pra casa essa cultura da importância da alimentação, a importância das verduras na alimentação. E como a gente é da comunidade rural, levar esse hábito pra casa, de construir a horta em casa, de ajudar na construção da horta em casa também", explicou a orientadora da escola, Lineia Diniz. "A gente cuida da horta. Levo um pouco para a casa do meu avô, da minha avó. E também da minha tia que tem uma bebezinha e só come essas frutinhas. É muito legal, né, porque melhora nossa alimentação na escola e também dá mais saúde pra gente", disse Heverton Andrade, de 10 anos.
[ Ler matéria completa ]
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS