Menu
Atualizado em 18/07/2018 às 08h40

Prefeitura retira 72 toneladas de resíduos de fábrica desativada após denúncias de moradores em Ribeirão Preto, SP

Imóvel na Vila Virgínia estava abandonado desde 2016 e servia como abrigo para moradores de rua e usuários de drogas, que provocavam incêndios. Força-tarefa foi realizada após autorização judicial. Fábrica de papel em Ribeirão Preto foi desativada em 2016 Paulo Souza/EPTV A Prefeitura retirou 72 toneladas de resíduos de uma fábrica de papel desativada no bairro Vila Virginia, Zona Oeste de Ribeirão Preto (SP). Os trabalhos foram concluídos nesta terça-feira (17) após quatro dias de limpeza. Desativada desde 2016, a antiga fábrica na Rua Abílio Sampaio virou ponto de encontro de usuários de drogas e moradores de rua, segundo os moradores da região. Eles acionaram o Ministério Público para buscar uma solução. Na semana passada, a Prefeitura obteve uma autorização judicial para entrar no imóvel e mobilizou uma força-tarefa para realizar a limpeza na área. De acordo com a Prefeitura, 72 toneladas de resíduos que ainda estavam na antiga fábrica foram retirados com a ajuda de caminhões. Foram necessárias 14 viagens para remover todo o material. Moradores afirmam que os invasores passaram a cometer furtos de equipamentos e da fiação, e começaram a queimar plástico no local. Além de incomodar, a fumaça causada poderia causar danos à saúde por causa da toxicidade. Durante a limpeza, foram retirados focos de incêndios, e houve a roçada dos matos e a poda das árvores do terreno. No total, duas toneladas de galhos e mato foram recolhidas. A ação mobilizou 50 funcionários e foi desenvolvida em parceria entre as secretarias de Infraestrutura, Meio Ambiente, Saúde, Casa Civil, Governo e Assistência Social, o Daerp, a Guarda Civil Municipal, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros. . Força-tarefa limpa fábrica de papel desativada em Ribeirão Preto Paulo Souza/EPTV Denúncias Os vizinhos denunciaram em junho de 2018 a situação da antiga fábrica desativada. O local era utilizado para descarte irregular de entulhos e servia como ponto de concentração de moradores de rua, que acabavam provocando incêndios. Além da sujeira, o número de crimes no bairro era facilitado, uma vez que a fábrica servia como esconderijo. Após a reclamação, a Prefeitura conseguiu uma ordem para realizar a limpeza do local, mas informou que, por se tratar de uma propriedade privada, os responsáveis serão cobrados em relação aos cuidados com o terreno. Sobre os moradores de rua, informou que a Guarda Civil Municipal irá realizar o patrulhamento preventivo para evitar as ações como queimadas e descarte de lixo. Antiga fábrica de papel vira abrigo para moradores de rua no bairro Vila Virginia em Ribeirão Preto-SP Claúdio Oliveira/EPTV Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão e Franca
[ Ler matéria completa ]
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS