Menu
Atualizado em 21/09/2018 às 22h00

Iniciado em 2013, prolongamento da João Paulo II será entregue pelo Governo do Pará neste domingo

Trecho é liberado a partir das 12h. A entrega da obra, que custou R$302 milhões de recursos federais e estaduais, foi adiada várias vezes e faz parte do projeto Ação Metrópole, que deve integrar a região metropolitana. Prolongamento da avenida João Paulo II é concluído após cinco anos do início das obras. Divulgação / Agência Pará O trecho da avenida João Paulo entre a passagem Mariano e a rua da Pedreirinha II é liberado para tráfego a partir das 12h deste domingo (23). O prolongamento da via iniciou em 2013 e teve várias prorrogações de prazos. O Governo havia anunciado que entregaria em dezembro de 2017, mas adiou para fevereiro de 2018; depois disse que estava prevista para inaugurar em abril. As obras fazem parte da segunda etapa do projeto Ação Metrópole, executado pelo Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM). O empreendimento custou R$ 302 milhões - R$104 milhões de recursos da Caixa Econômica Federal; R$80 milhões do Orçamento Geral da União; e R$118 milhões do Tesouro Estadual. Segundo o Governo, a via tem 4,7 quilômetros, com duas pistas para tráfego geral, com acostamento, ciclovia bidirecional, calçadas, canteiro central. O governo estadual disse também que a avenida ainda deve contar com drenagem, iluminação pública e monitoramento de segurança. Duas pontes integram o empreendimento - uma com 176 metros, transpondo a ponta do Lago Bolonha, e outra com 224 metros transpondo a ponta do Lago Água Preta. No domingo (23), está prevista para 7h30 uma programação do Departamento de Trânsito (Detran) alusiva à Semana Nacional de Trânsito, com foco na educação e conscientização do uso correto da via. Em seguida, o Governo do Estado informou que deve assinar um contrato que prevê a reconstrução de parte da rodovia BR-316 e a infraestrutura do BRT Metropolitano. BRT Metropolitano Com a inauguração da João Paulo, o projeto de integração da região metropolitana agora inclui o BRT Metropolitano e a reconstrução de parte da rodovia BR-316. Em agosto deste ano, a Odebrecht Engenharia e Construção Internacional S.A. venceu a licitação pública internacional para executar as obras, que preveem implantação do sistema, reestruturação da BR-316, com drenagem, paisagismo e iluminação; construção de um centro de controle operacional, que deve operar o sistema. Projeto quer reestruturar os primeiros 16 km da rodovia BR-316 com implantação do Sistema Troncal de Ônibus BRT Metropolitano. Agência Pará Segundo o Governo, o projeto inclui pístas com três faixas de rolagem nos dois sentidos; uma faixa em cada sentido exclusiva para o BRT Metropolitano; duas ciclovias bidirecionais; gramado; dois passeios para circulação de pedestres; faixa de piso tátil e rampas de acessibilidade; e mobiliário urbano. A obra tem orçamento de R$ 525 milhões e deve funcionar de forma integrada às avenidas Independência, Perimetral João Paulo II. No processo licitatório, a Odebrecht apresentou proposta de quase R$385 milhões. Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326
[ Ler matéria completa ]
Autor/Fonte: Globo.com

Brasil

Notícias Relacionadas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS